DISPONIBILIDADE NO SOLO

  • A falta de Zinco ocorre em solos pesados, com muita matéria orgânica ou em solos pobres, ácidos e leves. Sua falta é acentuada em solos tropicais.

  • Sua falta é notada na face da planta exposta ao sol. Igualmente é insolubilizado pelo excesso de calagem e adubação fosfatada.

  • Sua falta provoca, na planta, má metabolização de nutrientes, principalmente a do fósforo, que fica acumulado nas folhas.

  • É de fácil translocação na planta.

 

SINTOMAS DE DEFICIÊNCIA NA PLANTA

  •  Os sintomas aparecem nas folhas mais velhas, progredindo com as novas. Aparecem cloroses nas nervuras com aparência gelatinada.

  • As gemas param de crescer ou não são despertadas. Há atrofiamento dos cloroplastos. Reduz a produção de carboidratos.

  • As manchas cloróticas podem ser facilmente atacadas por fungos ou bactérias.

  • As folhas rasgam facilmente. Há um desfolhamento intenso e precoce das folhas velhas amarelas e também das novas.

  • Os ramos apresentam entrenós curtíssimos e desparelhados. As plantas não desenvolvem.

  • Os frutos são pequenos e deformados.

  • Em casos graves as plantas morrerm.

FUNÇÕES DO ZINCO+S NA PLANTA

  • É importante promotor na formação de substâncias de crescimento (ácido-indolacético).

  • Atua principalmente nas enzimas de respiração.

  • Até a época da floração é importante na síntese de proteínas..

 

RECOMENDAÇÕES TÉCNICAS

CULTURAS
LEGUMINOSAS
GRAMÍNEAS
FRUTÍFERAS
ERVA MATE
PASTAGENS
DOSAGENS
1,0 l a 2,0 / ha
2,0 a 3,0 l / ha
3,0 l / ha
2,0 a 3,0 l / ha
2,0 a 3,0 l / ha
ÉPOCAS DE APLICAÇÃO
25 a 40 dias após a germinação
25 a 40 dias após a germinação
Início da brotação nova
Início da brotação nova
Início da brotação nova

REG. DO PROD. NO MA RS N 10265/10051-5

GARANTIA: 10% Zn p/p + 4% S p/p

DENSIDADE: 1,35 g/cm3

NATUREZA FÍSICA: FLUÍDO

Um convite para produzir mais

FERTILIZANTE FOLIAR